Gabinete da Empreendedora | Podemos ajudar? 
Only logged in users are allowed to enter the chat

Tenho feito textos sobre actividades da Adoro-Ser.Mulher e dado destaque a algumas Associadas, mas tenho sentido que há um texto que me falta e decidi agora fazê-lo.

Quero falar-vos, dar-vos a conhecer, numa perspectiva que é a minha, a Ana Claudia Vaz.

Não vou fazer uma biografia, nem poderia, mas antes cingir-me à rede e agora também à Associação.

Muitas de vós conhecem-nos às duas.

Eu e a Ana Cláudia, não somos as pessoas mais parecidas na personalidade ou forma de estar.

Sim, temos muita coisa em comum e a Adoro.Ser.Mulher é talvez o melhor reflexo disso. Ambas gostamos de ajudar, ambas somos apaixonadas quando nos envolvemos num projecto, ambas acreditamos na Mulher como um ser especial e que merece TUDO!

Mas também temos a nossa forma diferente de ver as coisas e por vezes até uma perspectiva antagónica.

Na verdade, temos dias, afinal somos Mulheres.

De perfeitas, não temos nada, mais um ponto comum.

Dou a sugestão que sempre que olhem a Ana Cláudia façam previamente a seguinte reflexão “ calcem os sapatos dela” ( reflexão que julgo deveremos fazer sempre que olhamos para alguém )

E agora, não me querendo alongar, mas sendo factual, tirem a vossa impressão sobre alguém que cumprindo um sonho ( mas também vendo uma oportunidade, afinal falamos de uma Empreendedora) criou uma rede, a foi desenvolvendo, a foi fazendo crescer ( e aqui peço que como Empreendedoras pensem nos revezes, nos erros, nas dores- com pessoas e com situações- de qualquer projecto que se faça nascer).
Tudo isto em que o alvo final são Mulheres e o seu desenvolvimento. A sua autonomia financeira, a sua auto estima!

Alguém que enquanto mantivesse o formato deste projecto, uma rede, um grupo, seria sempre a Chefe, a Fundadora, o vértice da hierarquia e nada poderia alterar esse estado.
Podemos achar, uma posição merecida por ter lançado o projecto, tal como quando lançamos por exemplo o nosso negócio e uma posição confortável, segura por não poder ser contestada ou abalada.

Se nos mantivéssemos nesse formato, tudo para ela se manteria.
Mas ela não quis assim, ela quis, em prol de um bem maior na sua forma de ver, transformar isto tudo numa Associação. Uma Associação em que naturalmente todas as Associadas passam a ter direitos definidos, passam a votar as decisões, podem intervir com pleno direito e, até um dia, ocupar o seu lugar de Presidente.
Foi isto, ela sonhou, criou e depois partilhou connosco, e todas as que hão-de fazer parte, cheio de amor e carinho, um projecto. Transformou, o dela em nosso.

Quantos corações são capazes desta atitude?

A Ana Cláudia é uma Mulher, é uma inspiração, é alguém que também precisa do que o projecto dela dá.
A valorização da Mulher Empreendedora, o Apoio, a Compreensão e a Motivação.
Aliás foi por sentir essa falta que o criou para que outras Mulheres tivessem.

Eu precisava fazer este texto e espero que vocês tenham gostado de o ler.

Termino com o lema que só me faz sentido se aplicado:
“Juntas Somos Mais Fortes”

© 2019 Associação Adoro.Ser.Mulher | Rede Emprendedorismo Feminino Internacional |    Contactos   |    Termos de Utilização e Privacidade

or

Log in with your credentials

or    

Forgot your details?

or

Create Account

Malcare WordPress Security